segunda-feira, 1 de junho de 2009

Complexo de Che Guevara





Observo seus atos e tiro por base “os meus atos”. Todavia, só encontro perguntas, em vez de respostas. Talvez fosse meu complexo de Che Guevara que sufocasse nossos limites. Eram inúmeros ideais dentro de mim, e nenhum se concretizaria em anos de existência. Nem a mais suave das canções, tranformava meu ser, melhor dizendo meu não ser. Pois há semanas não sou nada, estou em uma luta constante com o tempo, mofando-me entre as horas, petrificando-me no decorrer dos dias. Penso que isto era o que nos tornavámos distintos em demasia, eu não sonhara com nada concreto durante toda a minha vida, e aceitava isto. Pelo menos era realista, ao contrário de voçê, muitas vezes dita como uma sonhadora lunática. Os traços de personalidade me encantam. É como uma cola que junta os pedaços de um vaso quebrado. E eu preciso dessa cola, essa motivação, essa amizade para manter!
De: Deyvid Braga.
Para: Jessica Almeida.

8 comentários:

Fabricio bezerra da guia disse...

eu nunca gostei de Che Guevara,ele era um rebelde com causa,mas uma caus anão tão boa

Jeh Almeida disse...

O.o

Aii quiii saudadee de vc meu amooor...

A gnt tah passando por uma fase, a gnt tah vivendo essa fase, mas a gnt vai vencer essa fase, pq a gnt é forte, e pq a gnt se ama.

Nosso amoor é mtoo mais forte q issoo. A gnt vaii continuar junto...

Eu te amoo

SUSANA disse...

Que fofo!

Minnie_ disse...

Mas que belo texto.
Tiro o chapéu. (td bem, tô meio brega hoje...)
Mas gostei muito meesmo do seu raciocínio, pq eu tmb era meio assim... sobrevivia, mas não vivia. E assim como vc, é dentro de uma amizade que eu acho a tal cola!

beijos!

Lilith disse...

Sim...existe uma enorme diferença entre viver e sobreviver...e às vezes fazemos apenas a segunda coisa...a amizade com certeza é uma dessas colas...bjus.

T disse...

Dá gosto de te ler!

Luciano de Sálua disse...

Se não há junta, cola ou grude, nós nos desfazemos em migalhas, que o vento rouba e leva para longe de nós mesmos.

Josy disse...

Parabéns e...Felicidades mil!
Beijos...